Quinta-feira, 27 Julho 2017
  • s1
  • s2
  • s3
  • s4
  • s5
  • s6
  • s7
  • s8

Pequenos produtores rurais comemoram recebimento de cisternas em Canudos

“Minha cisterna tá quase cheia e com a água eu já mantenho um plantio de coentro, que a gente consome em casa e vende para ganhar um dinheiro a mais”, disse um dos agricultores beneficiados com a cisterna de produção.

Foto: ASCOM/CONTESF

Foto: ASCOM/CONTESF

Mais um município foi contemplado com o Projeto Cisternas, executado pelo Consórcio Sustentável do Território do São Francisco (Constesf). Em parceria com a Prefeitura Municipal de Canudos e com o Centro de Assessoria do Assuruá (CAA), o Constesf finalizou a primeira etapa do projeto, nessa sexta-feira (7), entregando às famílias da zona rural de Canudos cerca de 170 tecnologias sociais de convivência com a seca.

Além dos beneficiados, estiveram presentes no encerramento da primeira etapa do Projeto Cisternas o presidente do Constesf e Prefeito de Canudos, Genário Rabelo; o coordenador geral de campo do projeto, Mauro Macêdo; o diretor de projetos do Constesf, Frank Chaves; presidentes de associações; vereadores; secretários municipais e técnicos do CAA.

A agricultora do Povoado do Raso, Débora Souza, foi contemplada com uma cisterna para consumo humano e outra de produção, e manifestou a sua alegria em receber as tecnologias. “Eu nunca tinha passado por uma falta de água tão grande, de não ter água em casa e ter que ir buscar em outros lugares. Agora eu senti o que realmente o sertanejo sente quando vê água, porque minha cisterna foi feita agora e quando a vi cheia, depois da chuva, me deu uma alegria imensa. Eu só tenho que agradecer e pedir a Deus que o projeto continue para que atenda outras pessoas”, disse.

De acordo com Genário Rabelo, o objetivo do projeto é fornecer melhoria de vida às famílias beneficiadas através do acesso à água de qualidade. “Nosso objetivo é focar na universalização do acesso à água. Como presidente do Constesf e como prefeito de Canudos, tenho buscado novos convênios para garantir serviços essenciais aos homens e mulheres do campo. Assim como, através do Constesf, as famílias estão recebendo cisternas e os títulos de suas terras, outros projetos irão chegar para que a gente possa comemorar ainda mais o desenvolvimento do nosso território”, afirmou.

O produtor da comunidade do Bom Jardim, José Marcelo Santos, já está gerando renda para sua família com a cisterna de produção que recebeu. “Antes a gente não tinha um reservatório bom igual a essa cisterna, porque 52 mil litros é bastante água. Agora está maravilhoso, pois minha cisterna tá quase cheia e com a água eu já mantenho um plantio de coentro, que a gente consome em casa e vende para ganhar um dinheiro a mais”, disse.

Foto: ASCOM/CONTESF

Foto: ASCOM/CONTESF

Durante o evento, foi anunciado o início da segunda etapa. Segundo Mauro Macêdo, em breve o projeto irá beneficiar os pequenos produtores rurais com barreiros-trincheira, tecnologia que tem capacidade para armazenar até 500 mil litros de água. “O Projeto Cisternas é dividido em etapas de execução em cada município. Nessa próxima fase serão entregues 103 barreiros às famílias de Canudos, que já serão construídos nos próximos dias. As máquinas irão começar a escavar após finalizarmos em Uauá”, informou.

COPYRIGHT © - CANUDOSNET.COM - Todos os direitos reservados. Euler Macedo.