Sábado, 18 Novembro 2017
  • s1
  • s2
  • s3
  • s4
  • s5
  • s6
  • s7
  • s8

PASSEIO NO RIO SÃO FRANCISCO INCLUI NAVEGAR ATÉ A UNIÃO COM O MAR

O Nordeste brasileiro é conhecido em todo o mundo por reservar belezas naturais impressionantes. Seu litoral com praias paradisíacas é o principal atrativo, especialmente em lugares como Fernando de Noronha, em Pernambuco, onde está localizada uma das mais bonitas do planeta, a Baía do Sancho. O estado de Alagoas também é conhecido por suas faixas de areia, porém reserva outros atrativos imperdíveis, como os passeios no Rio São Francisco, que vão além da praia.

BBB 177

Com uma extensão de mais de 2,8 mil quilômetros, rio tem enorme importância no Brasil. Ele passa por cinco estados: nascendo em Minas Gerais, seguindo para a Bahia, Pernambuco, Sergipe e desaguando em Alagoas. No estado alagoano, o São Francisco possui 240 quilômetros de comprimento, passando por cidades históricas, cânions, povoados e serras. Aproveitando isso, são organizados tours para admirar as belezas em suas margens.

A 135 quilômetros da capital, Maceió, há um passeio que leva até a nascente do Velho Chico, como é conhecido, onde a água doce encontra o mar. Saindo da pequena cidade de Piaçabuçu, o trajeto é emoldurado por coqueirais, dunas e paisagens de tirar o fôlego. Um pouco mais distante, quase no estado de Sergipe, é possível admirar os lindos Cânions de Xingó. As águas esverdeadas do rio contrastam com a formação rochosa avermelhada, garantindo um belíssimo visual.

Além dos passeios para admirar as belezas naturais por onde o rio passa, há as cidades históricas de Penedo e Piranhas. Penedo fica bem próxima a Piaçabuçu, da onde saem os passeios para a foz do rio. A cidade colonial foi construída no século 16 e guarda uma das igrejas mais bonitas do Brasil, a Igreja Nossa Senhora da Corrente. Já Piranhas é uma ótima parada para quem vai visitar os Cânions de Xingó, pois ela está a cerca de 20 quilômetros do local de saída do passeio, além de ser porta de entrada para a Rota do Cangaço.

Confira abaixo os passeios para fazer na parte alagoana do Rio São Francisco:

BBB 179

PASSEIO DE BARCO ATÉ A FOZ DO RIO SÃO FRANCISCO

A 135 quilômetros de Maceió, saindo da pequena cidade de Piaçabuçu, é possível admirar o local onde as águas doces do Rio São Francisco encontram o mar. A paisagem é emoldurada pelos coqueirais e pelas enormes dunas. O trajeto é feito em uma escuna que percorre os 13 últimos quilômetros do Velho Chico e dura cerca de três horas. A embarcação leva os turistas até a último pedaço de terra do estado, onde há barraquinhas de artesanato, petiscos, passeios de buggy nas dunas e banho no rio. Durante a viagem, um guia explica a história da região. Quando se segue viagem é possível observar o estado de Sergipe do lado direito, o visual é impressionante. O passeio custa a partir de R$ 50 por pessoa e algumas agências incluem almoço na volta. Uma curiosidade é que o filme “Deus é Brasileiro” (2003), dirigido pelo alagoano Cacá Diegues e estrelado por Antônio Fagundes e Wagner Moura, foi gravado em Piaçabuçu, o que ajudou a aumentar o turismo na região.

BBB 180

PENEDO

O passeio de barco até a foz do Velho Chico pode ser combinado com uma ida à cidade histórica de Penedo, a apenas 28 quilômetros de Piaçabuçu e 160 quilômetros de Maceió. Fundada no século 16, a cidade que fica nas margens do rio era bem movimentada durante o período colonial. Atualmente, suas construções coloridas e igrejas seculares atraem os turistas. Os destaques são o Convento de São Francisco, Igreja de Santa Maria dos Anjos, Teatro Sete de Setembro e a pequena, mas magnífica Igreja de Nossa Senhora da Corrente, considerada uma das mais bonitas do Brasil. O interessante é que em todas as igrejas há um responsável que cuida do local e explica a história do monumento toda vez que os turistas chegam.

  BBB 182

CÂNIONS DO XINGÓ

Localizado no sertão, o passeio para os cânions do Rio São Francisco pode ser feito por Piranhas, em Alagoas, ou Canindé, no Sergipe. A formação rochosa foi criada em 1994 a partir da construção da Usina Hidrelétrica de Xingó na divisa entre os dois estados e hoje representa o maior cânion navegável do planeta. Com mais de 60 quilômetros de extensão, eles podem chegar a 190 metros de profundidade. A cor avermelhada do paredão de rocha se contrasta com o verde das águas do rio. O trajeto normalmente é feito por uma escuna e dura aproximadamente três horas, porém, para os mais aventureiros, há a opção de uma trilha de dois quilômetros por dentro da caatinga. Além do passeio de barco com mergulho em uma área cercada para não prejudicar a biodiversidade da região, é possível conhecer a Gruta do Talhado em um pequeno bote e com duração de aproximadamente dez minutos. O passeio feito por barco custa cerca de R$ 70.

BBB 183

PIRANHAS

A cidade do sertão alagoano, a 266 quilômetros de Maceió e construída no século 19, ganhou fama por conta do cangaço, pois quando Lampião e seu bando foram assassinados suas cabeças ficaram expostas no centro histórico. Atualmente, o local é muito visitado por turistas, principalmente por estar localizado às margens do Rio São Francisco e por ser a porta de entrada para a Rota do Cangaço (um roteiro que recria o trajeto feito por Lampião, Maria Bonita e seu bando). O conjunto arquitetônico colorido e a importância histórica deram a Piranhas o título de Patrimônio Histórico Nacional. Além do passeio para os Cânions de Xingó, os atrativos do local são os diversos mirantes da “Cidade Velha”, o Relógio da Torre, a estação ferroviária onde está uma antiga maria-fumaça, uma feira de artesanato e seus diversos prédios bem conservados.

Fonte: http://sertaoafora.blogspot.com.br/

COPYRIGHT © - CANUDOSNET.COM - Todos os direitos reservados. Euler Macedo.